Empregos
Publicada em
03/06/2013 às 10h01

Confusão provoca pedido de cancelamento do concurso da Anvisa

A prova foi realizada no último domingo (2) e registrou diversos problemas em Salvador e mais três capitais

Editoria Notícias & Empregos

O último domingo (2), que era esperado com ansiedade pelos candidatos ao concurso da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), se transformou em um dia de transtorno para os concurseiros baianos e de mais três estados no país. De acordo com alguns candidatos, a prova foi marcada por irregularidades e divergência de informações.

 

Dentre os maiores problemas identificados, estão atraso na entrega das avaliações, vazamento do gabarito e discordância entre o número de questões da provas e das folhas de respostas. O certame que foi aplicado em todo país, teve reclamação em Salvador, Rio de Janeiro, Distrito Federal e Alagoas.

 

Em nota, a Anvisa reconheceu que houve problemas ocorridos nas cidades, menos na capital baiana, alegando ser de inteira responsabilidade da Cetro Concursos Públicos, a elaboração e execução do concurso, mas não confirmou a hipótese de vazamento e/ou fraude.

 

Confira a nota na íntegra

 

"A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, informa que está acompanhando a aplicação da prova do concurso público da agência, realizada nas 27 Unidades da Federação neste domingo (02/06/2013). A elaboração e execução deste certame nacional está a cargo da empresa Cetro Concursos Públicos.

A Anvisa tomou conhecimento de problema ocorrido na cidade do Rio de Janeiro por mudança de local da aplicação da prova. Prevista para o Cefet da unidade Maracanã o local foi transferido para a Escola Vicente Januzzi, na Barra da Tijuca, em virtude do amistoso de futebol Brasil e Inglaterra neste domingo.

Os inscritos foram avisados por meio de mensagens enviadas para celular e por e-mail. A empresa Cetro também publicou a informação no Diário Oficial da União (DOU) do dia 29 de maio, quarta-feira. A Anvisa também foi informada de eventos registrados na aplicação das provas no Distrito Federal e em Alagoas.

A contratação da empresa Cetro para a realização das provas ocorreu após consulta pública. Quatro empresas apresentaram propostas, mas com o valor da inscrição para o concurso superior a R$ 240,00. Apenas a Cetro ofereceu inscrição por R$ 70,00 e condições de realizar a prova no mesmo ano da publicação do edital. Além disto, a CETRO já havia realizado um concurso público nacional para a Anvisa, em 2010, para a contratação de técnico administrativo. Anvisa avaliará a natureza das ocorrências e adotará todas as medidas para preservar a lisura do concurso e o direito de todos os participantes."

 

Apesar das explicações, candidatos das quatro capitais que registraram os problemas, pedem o cancelamento da prova. Além da divulgação da nota, a Anvisa informou que o caso será investigado ao longo da semana, mas que os candidatos podem entrar em contato com a ouvidoria do órgão para registrar qualquer reclamação, através do telefone 0800 642 9782.

 

Concurso
O concurso público ofereceu 314 oportunidades entre os níveis médio e superior, com salários que variam entre R$ 5.133,18 e R$ 10.392,20. Para os cargos de nível superior, serão oferecidas 157 vagas para especialista em regulação e vigilância sanitária e 29 para analista administrativo. Já para o nível médio, serão 100 vagas para técnico em regulação e vigilância sanitária e 28 para técnico administrativo.

 

Os salários são de R$ 10.019,20 para especialista em regulação e vigilância sanitária; R$ 9.263,20 para analista administrativo; R$ 4.984,98 para técnico em regulação e vigilância sanitária e de R$ 4.760,18 para técnico administrativo.


Tags: Reclamações, Concurso, Anvisa, Cancelamento, Certame, Prova